História

INSPIRAÇÃO DA CONGREGAÇÃO – 15/10/1953

Aos 15 de outubro de 1953 – festa de Santa Tereza d’Ávila – durante um retiro no Carmelo de Santa Terezinha, em Aparecida/SP, Felicy Braga vislumbrou o caminho: convidar algumas companheiras para viverem em comum, uma doação total ao Senhor, a serviço dos irmãos.

“Ele me chamou e pediu que eu chamasse outras, para mantermos juntas, sempre acesa a chama do Amor Divino” Madre Felicy

 

O NOME DA CONGREGAÇÃO – 30/04/1954

O nome da Congregação foi dado pelos Fundadores, Pe. Eduardo e Me. Felicy. Antes do grupo se reunir numa pequenina casa na mesma rua onde está a Casa Mãe hoje, pensaram então como se chamaria. Logo Pe. Eduardo se manifestou: ”Minha contribuição é AMOR DIVINO”. Desde seus primeiros anos de estudos no Seminário era encantado com a Vida da Graça, o Amor de Deus em nós. Sem dúvida, por ele, o grupo tinha que ter nome focalizando essa realidade. Chega a vez da Madre que afirma: ”Gosto da idéia de levar, expandir ”. Encontraram então na palavra Mensageira a intuição carismática para o grupo inspirado por Deus: Ser no mundo e para o mundo MENSAGEIRAS DO AMOR DIVINO

 

FUNDAÇÃO DA CONGREGAÇÃO – 17/05/1954

Era ano mariano (1954), mês mariano (maio), cidade mariana (Aparecida/SP). Início de um modesto trabalho: três moças empenhadas numa vivência cristã comprometida, deixaram suas casas e suas famílias, para juntas viverem um ideal, era o ideal do ””AMOR DIVINO””, que lhes fora despertado pelos ensinamentos e orientações Pe. Eduardo Moriarty, e precisava desabrochar pela vida de oração e de serviço aos irmãos.

As três jovens: Felicy Braga, Rosária de Souza e Terezinha de Jesus Campos, reuniram-se numa pequenina casa, pobre, simples e modesta. Desde o primeiro dia elas tiveram um programa, um horário e uma Regra de Vida, escrita por seu Diretor Espiritual, Pe. Eduardo Moriarty,fundamentada no Evangelho e inspirada no seguimento de Jesus.

Primeira casa onde tudo começou… Em frente da Santa Casa de Misericórdia de Aparecida/SP