22. outubro, 2014Novidades Comentários desativados em 15 de Outubro de 2014: comemoração dos 61 anos da inspiração da Congregação Mensageiras do Amor Divino
article-image

Desde o começo chamamos o dia da “Inspiração”.  A ideia foi reunir moças capazes de se apaixonar por Cristo e trabalharem por Ele -Jesus. Em nenhum momento pensamos ou quisemos fundar uma Congregação, visitei diversas:Pequenas Missionárias, Irmãs do Cenáculo, Carmelitas, Irmãzinhas da Imaculada Conceição,Redentoristas, Concepcionistas, Sacramentinas, pelo amor do meu pai à Eucaristia e até” Missionárias médicas”dos USA,pelo Pe. Eduardo.Havia interesse grande em aprofundar o Cristo para fazê-Lo mais conhecido e mais amado .O Jesus da Eucaristia, o Jesus da Cruz .”Eu andava atrás “ das lamparinas dos Sacrários,das missas, das exposições do Santíssimo e das “Benções” Eucarísticas. Pe.Zômpero ficou muito amigo do novo pequeno grupo, ajudou-nos no que pôde e eu o perturbava com as “Benções”do Santíssimo” aos domingos em nossa casa. Ele até nos acusou de “apetite desordenado” por esta exigência do grupo que o fazia até pular o muro do seminário quando nem conseguia a licença para ir à nossa casa. Mas ele nos fez crescer na devoção Eucarística, que até hoje é uma busca perseverante e abençoada. Essa missa dos dias 15 de outubro no Carmelo reunia muitas amigos e benfeitores. Um sobrinho meu José Julio veio de São Paulo muitas vezes para está missa e nos prestigiar. Ir.Maria Cecília Carmelita (de saudosa memória ) ficava de pé na grade da Clausura enquanto as Irmãs Mensageiras cantavam, no final da missa, o Hino Oficial da sua autoria. (Coração de Jesus Chama Viva) Era uma alegria para ela e para nós. E assim cultivamos ao logo dos anos a amizade e a gratidão pelas Irmãs Carmelitas, que nos ensinaram muito .Quando ganhamos o Santíssimo Sacramento em nossa capela e nas diversas fundações, os equipamentos litúrgicos para Casa Mãe e diversas casas saiu tudo caprichadamente do Carmelo pelas mãos da Irmã Maria de São João Evangelista e demais irmãs, com a querida Madre Raimunda que foi minha grande amiga e das Irmãs. Uma Benção para as MAD, um patrimônio de honra do Pe. Eduardo e meu, que ainda podemos contar a história das Mensageiras do Amor Divino com as Irmãs Carmelitas.
Deus seja louvado!

Palavra da Fundadora Madre Felicidade de Lurdes Braga